AMOSTRA

Lamúria tira-te aprisionada,

Da silêncio em volta do nada.

Eu mil supremacia!

Nos da ti o carpete, davas o espumante ludibriada.

Preta asa dos voos noturno sugando mas sangue.

Você e eu para presente mal dobrado, remendado choramos, todo ponto saturado, enguiçado do filme fora do nó e abordo.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s