De Todos Os Amores

Quem explica o amor?

Eu não vou estar nesta tempestade arbitrária.

Você explica, meu amor?

Talvez seja um corpo, talvez seja um casamento, talvez seja um beijo, talvez seja a alma gêmea.

De todos os amores que perdi

De todos os amores que eu disse.

Todos os amores desencantados nas máscaras de horror de Ísis.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s