Bike

No caminho das pedras você pula de um lado para o outro.

As pedras são sem forma e espalhadas cada uma de si mesma.

Com seus pezinhos de moça você pula todas as pedras com maestria.

Você vê com seus próprios olhos a bicicleta gigante com falta de equilíbrio.

Você desce a ladeira montanhosa cheia de abismos e você tentando fugir dos precipícios dessa volta.

Der repente você acorda e tropeça com suas próprias peças íntimas jogadas pelo chão da casa.

Me lembro bem que já não sou mais adolescente.

Me lembro bem que já não sou mais tão criança.

Já me lembro e já é o tempo de acordar ainda mais.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s