Domingo

Fui suspenso em cristais brilhantes, traduzindo uma pequena gota de ansiedade, no topo do êxtase, os olhos brilharam, aguardando respostas mortas para aquela ocasião de chuva fria.

Que monstro assustador me tornei lamentando coisas inertes, sendo o ser mais elevado da existência divina procurando no vazio os restos dos deuses.

Medieval é a espada que perfura os pequenos pensamentos picante é o calor da minha esposa, fogo e brasa na palma da minha mão, desajeitada e perturbada com o meu sobretudo que temem o ácido que corrói as palavras soltas da sua língua.

Isso o reduziu de seu sentimento terrível, palavras retrasadas em um toque sublime da vergonha imediata daquele cofre aberto, perfume de rosa branco de calibre branco que o vento carregava as peças longe da cabana e das aranhas desertas.

Eu grito muita daquela voz rochosa de veneno mortal que aniquilou meus sonhos.

Fadiga em cima desta febre um vício das imagens da mente que destroem sua pobre alma, mesmo em união estável, o declínio bate as portas, foi a vida do camarada no final do cigarro e na mesa “Chivas Regal” entrou em colapso As pupilas de gelo batiam no espírito incrédulo.

Se a morte vem me pegar, ela não pode levá-la e sai afundando com os laços que amarram os laços de prata e ouro.

O autorretrato observável parece tecido com delicadeza através das músicas psicodélicas o barulho das lâminas que pulsam dentro das veias, um chão de arco-íris venenoso que carrega tudo para sempre já não leva essa dor no coração, subindo daquela ilha de escorpiões dourados.

Eu não entendo nada!

Não consigo lembrar o último abraço!

Eu não tomei esses escritos e trancou a chave!

Plumagem da grande águia que voa de passos para etapas de coisas sem sentido para mim, são duas árvores espelhadas uma dentro da outra, trazendo em si várias mil gerações idosas que retornam na boca de seus amigos em parábolas de seda.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s