Binóculo do Satã

Se você é importante neste mundo e nasceu para brilhar nos palcos da vida. Como você vai estar no outro mundo que você mesmo desconhece? Um mundo não-terrestre! Um mundo transparente! Um mundo de almas! Se você não é importante neste mundo e nasceu para apertar o botão errado da vida. Como você vai estar […]

Até Cuba

Cada passo em falso assusta a fina casca desta maçã. O mundo de cristal desmoronando no silêncio da brisa. Muito pouco é forte, empoleirado no funil da roda gigante, pela própria natureza. O sol desce nas paredes, em anjos uma misteriosa marcha. Por trás de seus traços femininos. Eu me perdi em meus medos. De […]

Anoitecer das Ardeidae

Crude maldito para não dizer arrepio louco. Cara ruim! Ápice obsceno! Tigela amarga! Um quadrado de papel nas letras miúdas deste buraco obscuro. Cara de bom! Duto dolorido! Flores da estrada! Talvez o sonâmbulo em carnal; vagando perto de cachorro marrom. Cale-se rebelde! Não é a jornada do onanismo frio, o inferno é sutil e […]

Antecipando meu namoro

Hoje acordei exclusivamente diferente de mim e do meu coração. Você cravou essa paixão em mim, meu amor. Como é difícil esquecer seu sorriso mais doce que o mel. Agora eu sou jogado pelos cantos do meu apartamento, a única lembrança que vem em minha mente são suas fotos nas redes sociais. Minha ruiva, minha […]

Mulher

Eu vejo você da fechadura, não que eu queira ser curiosa, mas estou sentada no sofá assistindo televisão e vendo as notícias do dia a dia. Eu faço tudo isso para esquecer a minha vida, logo depois de ver você abrir a porta e correr desesperadamente pelas escadas com o cabelo eletrizado a tempo. Eu […]

Além da carne

Quando o terror vem, você cuspa da sua boca. Lá no meu quarto minha botina está perto do meu instrumento musical. Na cama, meu caderno rabiscado. Acendo um cigarro a fumaça perturba meus versos. Lá seu lindo rosto na parede. Eu ando nesta pista sozinho. Uma dor nas costas que não para de doer. Você […]

Cambuci

entrelaçadas nas três cidades do café do queijo e da feijoada. São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Nostalgia antiga por corredores no quintal de casa. Minha avó faz serenata com sua bengala forrada de prata do topo ao chão. Que repentina lembrança do fogão caipira das lenhas espalhadas perto do pequeno altar de […]